21 de fevereiro de 2014

Vamos fugir desse lugar, baby

Que trocadilho horrível com o nome dessa postagem e o livro, nossa. Bom, este foi um dos livros que bati o olho na capa e acabei me interessando. Ao ler a sinopse, resolvi comprar de vez. Ultimamente tenho lido muitos livros sem um pingo de romance, histórias de aventuras e o que eu chamo de "histórias de menino", (porque é o que é realmente). Acontece que eu não sabia que Alexander Gordon Smith ia entrar para a minha lista de autores favoritos. 

Encarcerados é o primeiro livro da saga Fuga de Furnace. Pelo que li em sites da gringa, são cinco livros, mas apenas os três primeiros estão disponíveis no Brasil. Quem publica é a Editora Benvirá.

No livro, Alex Sawyer é aquele garoto na escola que dá uma de valentão e rouba o lanche e o dinheiro dos alunos mais novos, toma conta do parquinho e faz a festa. O típico besta da escola. O problema começa quando o dinheiro dos alunos não é mais suficiente e Alex começa a assaltar casas, junto com o melhor amigo, Toby.



Em um (belo) dia, enquanto iam entrar em uma casa para roubar, Alex e Toby se deparam com vários homens de terno preto e olhos prateados, e com uma criatura com uma máscara de gás no rosto. Encurralam os garotos e, à sangue frio, matam Toby e incriminam Alex, que foge. Mas é tarde demais.

O garoto, perdido, traumatizado por ver a morte do amigo e desesperado. Por que? Simples. Ele foi condenado a viver o resto de seus dias em Furnace, a penitenciária adolescente mais temida que pode existir. E não é só porque a parte externa de Furnace é comparada com Mordor, de Senhor dos Anéis, e sim porque a parte interna é subterrânea. Ou seja, nosso protagonista está mais do que ferrado, destinado a passar o resto dos seus dias em um buraco, literalmente. 

Sem contar que Furnace é guardada por um diretor com olhos impossíveis de serem encarados diretamente, cães que não tem pele, só músculos, sanguinários até o fim de seus dias e, tcharan! os mesmos ternos-pretos que o incriminaram. Além de gangues de verdadeiros psicopatas, como os Caveiras e os Cinquenta e Nove. Básico, não?


A sorte de Alex é que ele faz alguns aliados ali - porque não há amigos em Furnace - como Zê e Carl Donovan, ou simplesmente Donovan. Acho útil dizer que os autores de hoje em dia deviam parar de fazer personagens apaixonantes, porque eu quero que o Donovan saia do livro para se casar comigo. Sério. 

Enfim, depois de algumas semanas (ou meses, não dá para contar o tempo em Furnace), eis a grande ideia de fugir. Era isso ou passar o resto dos seus dias mofando naquele lugar com paredes de rocha vermelha e suas sirenes horríveis. Será que eles vão conseguir?

Encarcerados é aquele livro que vai te matar do coração e ainda te fazer apaixonar. Recomendo para todo mundo, porque o autor é incrível e o livro é super bem escrito. Além de ter uma das capas mais legais que já vi. É uma pena que não seja muito conhecido, porque procurei informações e quase não há, sequer um fanmade encontrei. (Essa foto do Donovan fui eu quem fiz). Então cá está minha contribuição para um livro maravilhoso ficar um pouco mais conhecido. Leiam! <3

4 comentários:

  1. Adorei seu blog muito lindoo! aqui fiz meu blog com muito carinho, faça uma visitinha e segue lá. Estarei acompanhando sempre seu blog pois gostei muito http://tokcharm.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo carinho, Nay! Estou acompanhando seu blog também, super lindo :3

      Excluir