8 de setembro de 2013

Em busca do aroma perfeito


Eu assisti-o recentemente, porque a trilha sonora do filme consta em minha peça de teatro da escola, "Para Gostar de Shakespeare", na parte de "Otelo", que eu faço parte interpretando a personagem Desdemona. Já tinha ouvido falar do filme antes, porque este é mais uma das adaptações de livros para o cinema e curiosamente, minha mãe estava lendo. Mas não é um filme comum, muito menos um livro comum. Perfume, a História de um Assassino, conta a vida de Jean-Baptiste Grenouille, um parisiense que nasceu com uma incrível habilidade olfativa. O nariz dele consegue sentir, armazenar e reconhecer qualquer aroma, até mesmo o de vidro, cobre e coisas que aparentemente não tem cheiro para pessoas comuns, como nós. Com esse dom, a ambição de Grenouille é muito alta: conseguir armazenar todos os aromas do mundo. 





Quando, um belo dia, ele sente o aroma de uma menina, que andava pela rua. O cheiro dela era diferente de todos os que ele já havia sentido, tinha algo diferente, algo bom. Maluco por tentar armazenar e sentir o cheiro para sempre, Jean-Baptiste acaba matando-a por acidente, com suas próprias mãos. Eu, particularmente, acredito que o personagem fica louco à partir daí. Um tempinho se passa, com Grenouille trabalhando para um homem no corte de peles, e então, um dia durante uma das entregas, ele vai até a casa de um famoso perfumista, que está quase falindo. Jean surpreende o perfumista ao criar uma cópia perfeita do perfume concorrente aos dele. Nesse momento, o jovem se torna aprendiz de perfumista.

Um fato curioso é que Jean-Baptiste consegue sentir todos os odores, mas não possui um cheiro só seu. Ele percebe que é o único que não tem perfume próprio, humano. É então que o filme ganha seu enredo: o jovem está em busca de um perfume para si, um perfume tão bom que todas as pessoas que o sentirem, se sentirão no paraíso. E como ele faz isso? Matando, é claro.

Ainda não li o livro, porque a malvada da minha mãe devolveu ele para minha tia, já que era emprestado. Mas estou trabalhando em conseguir aquele exemplar, porque dizem que o livro é ainda melhor que o filme. De Patrick Süskind, minha mãe o descreveu bem assim, certa vez: "Você pode até mesmo sentir o cheiro do mercado de peixe, podre. Pode sentir o cheiro da mulher, pode sentir o perfume que ele cria." Tá aí um bom filme para ver, se você gosta de literatura. E ler o livro também!

Ah, quase me esqueço de falar do grande elenco... Alan Rickman (sim, o Prof. Snape), Dustin Hoffman (Kramer vs. Kramer, pelo qual ele ganhou um Oscar) e Rachel Hurd-Wood (a Wendy de Peter Pan!). Dei um grito bem alto quando vi que ela estava no filme, e, convenhamos... não está linda?




2 comentários:

  1. Já vi esse filme umas 5000 vezes e já li o livro 2 <3 Amo com todo o meu coração

    http://www.rayneon.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muuuito bom, né? :D
      Obrigada pela visita!

      Excluir